VAI VIAJAR? VEJA QUAIS REMéDIOS LEVAR NA MALA

Com a chegada das férias de julho, muitos brasileiros se preparam para viajar e aproveitar o merecido descanso. Porém, para garantir que imprevistos de saúde não interrompam a viagem, é fundamental planejar bem o conteúdo da mala, especialmente no que diz respeito aos remédios essenciais. 

O primeiro passo antes de arrumar a necessaire de medicamentos é conversar com o médico de sua confiança e explicar sobre sua viagem. Ele poderá prescrever a receita com os nomes dos remédios, doses adequadas e a indicação para o uso.

Vale destacar ainda que deve-se transportar os medicamentos devem na mala de mão por vários motivos. “A mala despachada pode sofrer várias alterações de temperatura e deteriorar a medicação. Outro ponto: a mala despachada pode ser extraviada e, para quem faz uso de medicação para doença crônica, isso pode ser um risco”, alerta a endocrinologista Lorena Lima Amato.  

Além disso, a embalagem onde ficará os remédios deve ser transparente. No geral, segundo a médica, o volume dos medicamentos já é o permitido para os voos internacionais (até 100ml).

““Se for o caso de medicamentos injetáveis, transportando seringas e agulhas, também é permitido. Porém, ressalto a importância de levar junto a receita do seu médico explicando a dosagem e qual a finalidade do uso do medicamento”, orienta Lorena. 

Outra orientação importante é levar os medicamentos que ainda não foram usados, ou seja, que estão com a embalagem lacrada. Assim é possível evitar que o produto vaze. “Se for levar o medicamento que já está em uso, aconselho a tirar a tampa, passar um papel filme e fechar com a tampa”, comenta a especialista.

Quais remédios levar na mala

Lorena aponta os principais medicamentos que não devem faltar em viagens. Confira:

  • Antialérgicos, pomadas para picadas de insetos e remédios para enjoos também são recomendados, sempre com a prescrição do seu médico de confiança; 
  • O ar-condicionado do avião resseca as mucosas e os olhos. Por isso, a orientação é levar um colírio de lágrimas artificiais e soro para a lavagem do nariz; 
  • Coloque na farmacinha remédio para cólicas intestinal e menstrual;
  • Dependendo do lugar para onde vai viajar e o tipo de comida que vai experimentar ao longo da viagem, recomenda-se levar probióticos e fibras artificiais em sachê.

Por fim, faça uma listinha plastificada com todos os medicamentos que está levando e com a dosagem indicada pelo médico. Assim, caso seja necessário medicar, fica muito mais fácil puxar a listinha da bolsa do que pegar a bula e ler inteira. 

Outra dica da especialista é manter uma boa hidratação, bebendo muito líquido. Além disso, é importante evitar a ingestão de alimentos crus em lugares que não conhece, bem como contratar seguro-viagem que dê cobertura para emergências de saúde

“Mesmo em alguns locais dentro do Brasil, nem sempre encontramos o remédio que já estamos acostumados e, por isso, é muito importante viajar em segurança, com o respaldo do seu médico”, ressalta Lorena.

2024-07-05T20:38:40Z dg43tfdfdgfd